A pedido do MPCE, Justiça decreta prisões preventivas de tabeliães em Pires Ferreira


novalogompceO Tribunal de Justiça deferiu o pedido de prisão preventiva ajuizado pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça de Pires Ferreira, em desfavor de Francisco Herivelto Pinto Valle e Antonio Augusto Aragão Ximenes, tabelião titular e substituto do Cartório VALLE de Registros Públicos e de Registro de Pessoas Naturais, ante as inúmeras irregularidades praticadas por ambos nos serviços cartorários.

De acordo com a promotora de Justiça Natália Colares, o pedido veio no bojo da denúncia contra ambos pelo cometimento de diversos crimes, dentre eles falsificação de documento público, falsidade ideológica, peculato, extravio, sonegação ou inutilização de livro ou documento, corrupção passiva e exercício funcional ilegalmente prolongado. A promotora relata que tais delitos vinham sendo acompanhados pelo MPCE, por meio de Procedimento Investigatório Criminal, que instruiu a denúncia.

Anteriormente, o Ministério Público já havia pedido o afastamento dos dois denunciados de suas respectivas funções, o que fora deferido pelo Poder Judiciário. No entanto, o MPCE obteve informações de que os mesmos permaneciam atuando clandestinamente, ignorando a ordem judicial. Após pessoalmente flagrantear a veracidade das informações, com o auxílio de filmagem e acompanhada de força policial, a denúncia foi protocolada e, no dia 12 de setembro, a operação de prisão dos denunciados foi executada.

De acordo com a decisão do Tribunal de Justiça: “as medidas cautelares diversas da prisão mostram-se insuficientes e inadequadas para a tutela da ordem pública, haja vista a elevada probabilidade de reiteração delitiva, pois o afastamento judicial de suas funções não foi suficiente para fazer cessar a atividade criminosa”. Assim, para a Justiça, a prisão preventiva dos denunciados torna-se imperativa para garantia da ordem pública, em face de suas periculosidades, delineada pela gravidade in concreto dos crimes a eles atribuídos e pelo modus operandi, e visando prevenir a reprodução de fatos criminosos.

17 de maio de 2024

Ex-procurador de Justiça do MP do Ceará toma posse como desembargador do TJCE   

O ex-procurador de Justiça Marcos William Leite de Oliveira assumiu o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) nesta sexta-feira (17/05), na sede da Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec), em Fortaleza. A solenidade contou com a presença de membros do Ministério Público do Estado do Ceará, autoridades do Poder Judiciário, […]

17 de maio de 2024

MP do Ceará discutirá Política Antimanicominal do Poder Judiciário e desafios da atuação do promotor de Justiça no mês de maio 

O Ministério Público do Estado do Ceará promove, no dia 20 de maio, das 8h às 12h, o “Seminário: a política antimanicomial do Poder Judiciário e o impacto na atuação do Promotor de Justiça”. O evento, que ocorrerá no auditório da Escola Superior do Ministério Público, em Fortaleza, é promovido pelo Centro de Estudos e […]

17 de maio de 2024

MP do Ceará participa de Audiência Pública na Câmara de Vereadores de Fortaleza sobre combate da violência sexual de crianças e adolescentes

O Ministério Público do Estado do Ceará, por meio da 77ª Promotoria de Justiça de Fortaleza, participou, nessa quinta-feira (16/05), de Audiência Pública na Câmara dos Vereadores, para discutir o combate à violência sexual de crianças e adolescentes no município. A ação foi promovida em alusão ao Maio Laranja, mês de conscientização contra o abuso […]