PGJ assina contrato de financiamento do BID para Programa de Transformação Digital do MPCE 


O procurador-geral de Justiça do Estado do Ceará, Manuel Pinheiro, a governadora do Estado, Izolda Cela, e o representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Brasil, Morgan Doyle, assinaram o contrato de financiamento para o Programa Ceará Mais Digital na tarde desta quinta-feira (17/11), no Palácio da Abolição, em Fortaleza. O recurso total é de U$ 31 milhões e será aplicado em melhorias e ampliação de serviços públicos digitais. Parte do empréstimo, da ordem de U$ 10 milhões, será destinada à implementação do Programa de Transformação Digital do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE).  

No âmbito do MPCE, o investimento será direcionado para projetos de otimização e na melhoria da governança de Tecnologia da Informação e Comunicação, para aquisição de ferramentas tecnológicas de última geração, capacitação de membros e servidores e para implantação de recursos de inteligência artificial, computação em nuvem e segurança cibernética. 

O procurador-geral de Justiça destacou o impacto desse investimento na vida dos cearenses. “É uma alegria muito grande participar dessa experiência. E eu tenho dito que o grande ganho desse programa não é só a oportunidade de ter acesso às ferramentas tecnológicas mais modernas, mas através delas fazer a diferença na vida de quem mais precisa. Daqui a alguns anos, vamos olhar pra trás e perceber o quanto isso nos ajudou como instituição a entregar, efetivamente, serviços de mais qualidade à população do Ceará”, reforçou.  

O coordenador do programa de Transformação Digital do MPCE e secretário-geral auxiliar, promotor de Justiça Haley Filho, comemorou a conquista para a instituição. “Esse momento é muito significante para o MP do Ceará não só porque somos o primeiro Ministério Público a contar com uma linha de crédito internacional para transformação digital, como também porque esse recurso vai permitir acelerar o nosso processo de transformação, que não é só tecnológica, não é só de infraestrutura, mas é também de pessoas”, concluiu. 

O impacto positivo a ser alcançado pela transformação digital do MPCE é vislumbrado pela secretária de Tecnologia da Informação da Procuradoria Geral de Justiça, Evelise Braga, como uma revolução institucional. “A transformação digital está muito além da tecnologia, uma vez que o maior resultado será oferecer a melhor relação do MPCE com a sociedade em sua atuação. Vamos fazer com que os dados, serviços e processos se movimentem, para que os cidadãos tenham as suas necessidades atendidas com mais agilidade e eficiência”, salientou. 

Projetos 

A partir dos recursos financiados pelo BID, para a primeira etapa de aquisições, foram apresentados os projetos de contratação de serviços nas áreas de gestão ágil, gestão de projetos, análise e desenvolvimento de sistemas, análise de requisitos, testes, administração de dados, BPM, designer e experiência do usuário, arquitetura de soluções, B.I. e outros. Também estão previstas soluções com ênfase em infraestrutura, conectividade e segurança da informação.  

Outra frente será a aquisição de pontos de acesso sem fio e switches, incluindo serviços técnicos de elaboração e implantação de projetos, para a expansão do ambiente tecnológico e melhoria da conectividade do MPCE, o Programa MP Conectado. 

Assessoria de Imprensa

Ministério Público do Estado do Ceará

Email:imprensa@mpce.mp.br