MPCE divulga balanço semanal das Promotorias do Júri de Fortaleza


A Secretaria Executiva das Promotorias de Justiça do Júri da Comarca de Fortaleza informou o julgamento do Conselho de Sentença, ocorrido no dia 16 de maio, na 4ª Vara do Tribunal do Júri, em desfavor dos réus Diego da Silva Ferraz e João Gabriel Mendes, sentenciados, respectivamente, a 36 anos e 2 meses de reclusão e a 33 anos e 7 meses de reclusão. Eles foram julgados pelos crimes de homicídio qualificado, organização criminosa e corrupção de menores. O réu Diego também foi sentenciado por homicídio qualificado e tentado, enquanto o réu João Gabriel infringiu, ainda, o crime de lesão corporal. A sentença atende denúncia oferecida pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). 

Na noite de 25 de novembro de 2016, a vítima R. S. S., que era agente penitenciário, retornava da igreja acompanhado da esposa M.E.N.G. quando, na entrada do bloco de apartamentos onde residiam, foram abordados por indivíduos que efetuaram disparos. O agente foi atingido com 11 tiros e, em consequência, morto. A esposa dele também foi atingida, sendo lesionada de raspão no ombro direito. Após os disparos, os denunciados subtraíram uma arma de fogo que era propriedade da vítima.  

Assessoria de Imprensa

Ministério Público do Estado do Ceará

Email:imprensa@mpce.mp.br