ESMP promove oficina de Comunicação Não-Violenta


10.09.19 ESMP Oficina de Comunicação Não-Violenta-site Conduzir conversas e discussões difíceis de uma maneira construtiva e adquirir mais segurança ao se comunicar com pessoas desafiadoras. Esses são alguns dos objetivos da Oficina de Comunicação Não-Violenta: transformando conflitos e conectando pessoas, promovida pela Escola Superior do Ministério Público (ESMP). O evento, que ocorre no dia 11 de outubro, das 08h às 12h e das 13h às 17h, no auditório da ESMP de Fortaleza, é voltado para membros, servidores, estagiários e colaboradores do Ministério Público, além de aberto ao público em geral.

A oficina será ministrada pela advogada colaborativa e professora Rachel de Mesquita Rodrigues. A palestrante também é mediadora extrajudicial, conciliadora em formação pelo Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), consteladora familiar, facilitadora de Círculo de Diálogo e de Comunicação Não-Violenta. As inscrições são gratuitas, podendo ser feitas presencialmente ou por meio da página de cursos da ESMP (www.cursos.mpce.mp.br). As vagas, no entanto, são limitadas.

Segundo Rachel Rodrigues, a Comunicação Não-Violenta pode ser vista como uma nova forma de se comunicar, que traz benefícios tanto no âmbito pessoal quanto nas relações interpessoais. “A Comunicação Não-Violenta permite identificar quais as necessidades e sentimentos que são trazidos por meio de uma fala, muitas vezes, agressiva. A Comunicação Não-Violenta permite que haja uma conexão através da comunicação, porque o maior problema da comunicação é você achar que ela tá acontecendo quando, na verdade, não está”, explica.

A Comunicação Não-Violenta é ensinada há mais de 40 anos por mediadores, facilitadores e agentes voluntários. Entre os benefícios dessa forma de se comunicar, ainda se destacam: a estimulação da conexão entre as pessoas durante um conflito; maior clareza das necessidades próprias e como expressá-las claramente; e criação de um clima de cooperação, valorização e altruísmo nos relacionamentos.

Durante a oficina, Rachel Rodrigues vai discutir sobre os quatro componentes da Comunicação Não-Violenta; observação sem avaliação; clareza na comunicação: distinguir sentimentos e pensamentos; linguagem de ações positivas; prática de diálogos e autocompaixão, entre outros aspectos. “Acredito que a oficina vai, como todas as oficinas de Comunicação Não-Violenta, promoverem esse despertar para uma nova consciência para a questão da comunicação”, finaliza.

SERVIÇO
Oficina de Comunicação Não-Violenta: transformando conflitos e conectando pessoas
Data: 11 de outubro de 2019 (sexta-feira)
Horário: das 08h às 12h e das 13h às 17h
Local: Auditório da Escola Superior do Ministério Público (Rua Assunção, nº 1200 – José Bonifácio, Fortaleza, Ceará)
Inscrições: presencialmente e por meio da página de cursos da ESMP (www.cursos.mpce.mp.br)
Mais informações: (85) 3452 4521 | (85) 3452 4522

* Patrocínio: 1Kg de alimento não perecível para doação na Casa da Caridade do Jangurussu por inscrição.

Assessoria de Imprensa

Ministério Público do Estado do Ceará

Email:imprensa@mpce.mp.br