Tombamento de antigo campo de concentração em Senador Pompeu é resultado de TAC do MPCE


04.07.19.Campo.Concentração.Armazem.sO sítio arquitetônico do “Campo de Concentração do Patu”, localizado em Senador Pompeu, será tombado no próximo dia 20, como resultado de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre o Ministério Público do Ceará (MPCE) e a Prefeitura. O equipamento é composto por uma barragem, um cemitério e a chamada “Vila dos Ingleses” e será tombado em prol da preservação do patrimônio histórico-cultural de Senador Pompeu.

A cerimônia de assinatura terá a presença do promotor de Justiça Geraldo Nunes Laprovitera Teixeira, que protocolou o TAC, e do titular da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult), Fabiano Piúba. O campo de concentração ocupa um terreno do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), em uma área de 16 hectares. O plano da Prefeitura é lançar um projeto para restaurar a construção, uma vez em que o patrimônio se encontra em ruínas. Segundo o prefeito, a ideia é torná-lo em um centro turístico da região.

Conforme o relatório do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a área foi utilizada para instalação de um campo de concentração em 1932. Na época, os retirantes que iam para Fortaleza para fugir da seca tinham o risco de ficarem retidos no lugar. De acordo com a TAC, ainda existem sobreviventes no local e, dos setes campos de concentração do estado, este foi o segundo maior, com uma população de 20 mil pessoas.

O promotor de Justiça informa que um inquérito civil público e um relatório técnico foram realizados pelo MPCE em 2017 e, na ocasião, foi concluído que o tombamento da construção é benéfico para a defesa da cultura e da história cearenses. Dessa maneira, o conjunto arquitetônico será o primeiro campo de concentração a ser tombado no Ceará.

Foto: Alex Pimentel/SVM.

Assessoria de Imprensa

Ministério Público do Estado do Ceará

Email:imprensa@mpce.mp.br