MPCE realiza curso de prevenção ao suicídio para profissionais de Segurança Pública


24.08.18.Vidas.preservadas.s.jpgDurante toda esta sexta-feira (24/08), profissionais da área de Segurança Pública participam de curso no auditório da Procuradoria Geral de Justiça com o intuito de desenvolver habilidades e competências para prevenção de suicídios em Fortaleza. A qualificação é ministrada pela professora do curso de Psicologia da Universidade Estadual do Ceará (UECE), Alessandra Silva Xavier, e pelo mestre em Saúde Pública, major do Corpo de Bombeiros José Edir Paixão de Sousa, comandante da Seção de Busca e Salvamento e autor do livro Abordagem na Tentativa de Suicídio.

Compuseram a mesa de abertura o coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal (Caocrim), promotor de Justiça André Clark, a diretora-geral da Escola Superior do Ministério Público (ESMP), promotora de Justiça Flávia Unneberg, o major José Edir Paixão de Sousa e a professora Alessandra Silva Xavier. O curso contou com a presença de integrantes das Forças Armadas, das Forças Auxiliares, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O coordenador do Caocrim, André Clark, iniciou o evento pedindo um minuto de silêncio pelos policiais militares José Augusto de Lima, Antonio Cezar Oliveira Gomes e Sanderley Cavalcante Sampaio, vítimas de assassinato na tarde da quinta-feira (23/08), em Fortaleza. O promotor também ressaltou a importância da abordagem do suicídio, principalmente por causa das estatísticas alarmantes. “E existe muita subnotificação. Muitos casos são tratados como acidente porque há todo um estigma e um trauma envolvendo a questão do suicídio”, acrescentou.

A diretora da ESMP, Flávia Unneberg, salientou a importância do diálogo sobre saúde mental, inclusive entre profissionais da área de Segurança Pública. “Esperamos que a capacitação de hoje seja eficaz e plena e que traga muitos frutos positivos para que no setembro amarelo – um mês inteiro dedicado à conscientização e prevenção do suicídio – nós possamos avançar no debate e cada vez mais tirar esse tema do tabu, podendo, enfim, falar sobre suicídio e saúde mental sem preconceitos”, declarou.

“Suicídio: o papel do outro quando não estamos seguros dentro de nós mesmos” foi o tema do primeiro painel. A psicóloga Alessandra Xavier explanou sobre a interpretação da tristeza ao longo da história da humanidade, os diferentes sinalizadores do mal-estar, as teorias psicológicas, a dimensão de proteção, os fatores de risco, os quadros mais comuns de depressão, as estatísticas no Brasil e as características do profissional para trabalhar com pessoas em risco de cometer suicídio.

No segundo painel ainda no turno da manhã, o major José Edir Paixão apresentou técnicas de diálogo e escuta qualificada a fim de que os profissionais possam aprender a prevenir e intervir em casos com precipitação de altura, armas brancas e utilização de gás ou fogo. A capacitação continua à tarde com análises de vídeos de treinamentos e de ocorrências, simulações da utilização da técnica e momento para debate.

A ação faz parte do projeto Vidas Preservadas, que reúne os Centros de Apoio do MP nas áreas da Cidadania (CAOCidadania), Infância e Juventude (Caopij), Crime (Caocrim) e Meio Ambiente (Caomace), com o apoio da ESMP, a fim de traçar estratégias de prevenção por meio de uma abordagem intersetorial do suicídio. A iniciativa traz duas premissas: é necessário falar sobre o tema e o Ceará precisa adotar políticas públicas preventivas.

Assessoria de Imprensa

Ministério Público do Estado do Ceará

Email:imprensa@mpce.mp.br