Projeto Vidas Preservadas realiza segundo curso ‘Guardiões da Vida’


08.06.18.Vidas.preservadas.sO auditório da Procuradoria Geral de Justiça ficou lotado na segunda edição do curso Guardiões da Vida, do Projeto Vidas Preservadas, realizada na última sexta-feira (08/06). A iniciativa é do Centro de Apoio da Infância e Juventude (CAOPIJ), Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Acidente do Trabalho, Defesa da Cidadania, do Idoso, da Pessoa com Deficiência e da Saúde Pública (CAOCIDADANIA) e Escola Superior do Ministério Público.

Nesta segunda capacitação, o público-alvo foi formado por atores sociais que atuam em entidades governamentais e não-governamentais que lidam com sujeitos mais vulneráveis a situações que podem levar ao suicídio, como educadores, profissionais da saúde, agentes de segurança e de unidades prisionais, educadores sociais e assistentes sociais de programas públicos voltados à juventude.

08.06.18.Vidas.preservadas.s..O curso foi ministrado pelo professor titular da Universidade Federal do Ceará da Residência Médica em Psiquiatria do Hospital Universitário Walter Cantídio, Fábio Gomes de Matos e Souza. O conteúdo abordou seguiu diversas temáticas: O que é o programa Guardião de Vida?; Características do profissional para trabalhar com adolescentes em risco de suicídio; Epidemiologia do suicídio; Estratégias de prevenção; Fatores de risco; Fatores de proteção; Mitos e verdades; Estratégias de escuta e encaminhamento; Manejo da ansiedade e impulsividade; Intervenção e avaliação do risco e Articulação com a rede de saúde mental.

Projeto Vidas Preservadas

08.06.18.Vidas.preservadas.s...O Projeto Vidas Preservadas tem como missão contribuir para a prevenção do suicídio no Ceará, através da ação conjunta entre o MP e a sociedade. Para tanto, uma das linhas de atuação envolve capacitações que nos ajudem a intervir, de onde quer que estejamos. É nesse contexto que foi desenvolvido o curso “Guardiões da Vida”, que tem por objetivo construir habilidades e competências teórico-práticas para a prevenção do suicídio. Guardiões da Vida são pessoas que, em  contato  com  outros  membros da comunidade, por conta da situação profissional ou mesmo das relações pessoais, podem ser treinadas para reconhecer os fatores de risco para suicídio e auxiliar no encaminhamento e busca por ajuda.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os Guardiões da Vida interagem com os membros da comunidade em ambientes naturais e geralmente não médicos e podem ser treinados para reconhecer os fatores de risco para suicídio. Para ser eficaz, o treinamento do guardião deve ser permanente, um esforço prolongado com monitoramento e avaliação atenta, de forma ideal como parte do currículo de treinamento profissional.

Os guardiões devem andar de mãos dadas com o desenvolvimento de serviço de qualidade. Caso contrário, seus esforços na identificação de indivíduos em risco serão em vão. São considerados guardiães fundamentais: provedores de assistência à saúde primária, provedores de assistência à saúde mental, provedores de assistência à saúde de emergência, professores e outros profissionais escolares, líderes comunitários, policiais e outros socorristas, oficiais militares, assistentes sociais, líderes espirituais e religiosos e curadores tradicionais.

 

Assessoria de Imprensa

Ministério Público do Estado do Ceará

Email:imprensa@mpce.mp.br